Seguidores

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Carta de amor





Meu amor,

Se durante esta vida não nos viram juntos as flores,
Não silencia a voz do vento no jardim;
Fala a elas que fomos amantes.
E se quiserem, posta em meu túmulo
Uma rosa branca.
Deixa a marca de teus passos em minha vida
Quando eu não mais estiver aqui.
Pede que os sinos toquem tristes
À minha passagem
Como se chorasse a igrejinha.
Ah, meu amado
Ora por nós que não vivemos
Livres tão belo amor.
Pois numa suave tarde
Ouvindo o canto dos bem-te-vis,
O bosque que abrigou nossos segredos
É lá que vou passear nas horas longes de ti.
Enquanto te espero,
Num ambiente azul de paz,
Evita a loucura das paixões
E te protege da nostalgia;
Porém enfeita as horas que nos separam;
Onde eu estiver saberei
Que precisas continuar a viver.
Sei do tom das flores
E do calor de braços amados
Debaixo do travesseiro.
Mas não esqueces:
Não juras amor a outra;
Pois ainda quero
Notar o sabor de teus beijos
Além da vida.

6 comentários:

O Árabe disse...

Lindo, embora triste. Que 2010 lhe possa trazer a felicidade!

O Árabe disse...

Boa semana, amiga. Aguardo o novo post!

Chica disse...

Triste mas muito lindo,Flor!beijos,tudo de bom,chica

Mel Redi disse...

Tristemente belo! Bj Mel

FrancK LavD disse...

Lindo o seu trabalho tbem neste encanto de blogue, parabéns!

Grato pela visita e comentário de elogio.

Abraços,

FRancK

Antônio Lídio Gomes disse...

LINDÍSSIMO COMO TUA ALMA!
BJS DE TODO CORAÇÃO!