Seguidores

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011


Amor,

Este beijo da felicidade... é o que procuro.

Ah, noite de luar!  Caminha-se por entre estrelas, tão calmas, tão cheias de luz! Pena que na hora de dormir, fecha-se a porta e a cama está fria!

Não procuro um amor com esse brilho inigualável das estrelas, bastaria o fulgor de dois olhos procurando o caminho de minha pele morena... de meus sentidos... que me enlaçasse no calor de uma noite de verão!

Nenhuma canção de seresteiro me tocaria mais a alma, que as mãos amadas na superfície de minhas pernas..  no desenho audacioso de meus seios... ou em concentração da descoberta de meus lábios.

Como um vento macio debaixo de meus lençóis, furtando arrepios de meu sangue – que quero um assim amor não nego! Ofereço a este amor meus segredos, guardados para além dos encantos das histórias românticas, dos livros de princesas... Para além dos avisos de que só se é feliz por um instante!...

Quero é escrever minha história no alimento de um beijo deste amor... entre os pelos de meus gemidos... ou no agasalho de seu coração.

E quero deste amor que procuro, que pode ser sem explicação ou nomes, um eterno sentimento de uma vida inteira.



Meu beijo. 

3 comentários:

Valquíria Oliveira Calado disse...

Olá amiga, feliz ano novo.

Amor, amor que queima
amor que acende as chamas da ilusão
amor que chora a desilusão.
amor amor, que dá ao poeta razão pra dizer te amo na doce e terna emoção.

Luis Nantes® disse...

O amor é como água e fogo, um acende outro apaga, ora um afoga, ora outro queima... Estranho, né?
Belissíma postagem, viu?
Beijos

francisco Novo Alaminos disse...

Acabo de leer tus VERSOS.....¡¡ERES
MAESTRA!!! YO ya muy viejo...aprendiz de poeta...
Gracias por tu POESIA, MÚSICA PARA MI y orgulloso de que me leas...TE QUIERO COMO PUEDE QUERER POETA O POETISA
aun en la distancia, porque adivino tu corazón y palpo tu arte ...BESOS::..............................