Seguidores

domingo, 23 de janeiro de 2011


Poeta,

Uma enorme calma n’alma repousa em meu dia. E meus olhos postos na serenidade das árvores acalmam-me ainda mais.
Mas meu corpo está sedutoramente frenético! Com meus pensamentos em teus versos de amor (lembras do poeminha romântico?), ondulo meus lábios com vontades de te beijar. E assim, meus olhos parecem-me girar no corpo sentindo carícias de tuas palavras. E como as aves levantam voo nesta tarde, deixo meus braços flutuarem como se estivessem descansando em teu peito. É maravilhosa a sensação- sinto que fizemos amor.   
Ora, em horas destas em que os elementos da natureza são de uma harmonia, tal minha alma, apanho o calor da tarde e encho meu coração de bocas, de gritos nossos. E tomo os rumos de uma lembrança gostosa, de noites em que ficamos debaixo de lençóis nos amando.
Ah, as duas cartas que recebi de ti foram postas na mesinha ao lado da cama. Estão lá para serem lidas e relidas toda vez que eu me sentir longe de ti. Sei, sei que eu devo é olhar para o dia e buscar sentir esta natureza toda que me envolve ou ficarei aqui com vontades imensas de beijos teus. Bem, tenho mesmo de refrear meus pensamentos ou acabo com a quietude dentro de mim.
Mas em algum lugar canta um pássaro triste com saudades de amor. E tomo as liras dele para te dizer que estou saudosa. Muito. Ainda nos veremos novamente?
Um dia atrás do outro... e uma coisa de cada vez. Foi maravilhoso o momento que vivemos. Porém, a vida nos separa. Sim, e enxugo minhas lágrimas sentindo a calma da tarde.
...

O meu carinho.

11 comentários:

Sônia Silvino disse...

Ah... o amor!!! Esse sentimento que nos envolve e nos tira o sossego!
"Não deixe de fazer algo que gosta devido à falta de tempo; a única falta que terá, será desse tempo que infelizmente não voltará jamais."
Mario Quintana
Pensando assim, vim te visitar e ler as novidades!
Deixo muitos beijos, abraços e um carinho imenso!
Bom domingo!
Beijos!
Sônia Silvino's Blogs
Vários temas & um só coração!

Luis Nantes® disse...

Teresa, menina danada!! Creio que deva ir a alguma editora e publicar essas suas maravilhas... Lindas lindas lindas de ler, sentir e sonhar, tá? Beijos

Toninhobira disse...

Com a beleza da tarde que encontra a noite, no balanço do mar que lava as melancolias, ficam seus versos cantando ao amor, que sonha e escuta no silencio de seu mundo,que busca encontrar o seu.Lindo Teresa este poetar forte de voce,que inspira e faz emoções.Ficou belo demais.Meu abraço de muita paz.

francisco Novo Alaminos disse...

.....o meu carinho....
estoy brzo derecho inutilizado por caida....no puedo nada...besitos...
pero dime algo, estoy solito...mi
corazon solo cariño, dolor aguanto.
te quiero....se muy feliz..

Miriam de Sales Oliveira disse...

Ah,Teresa,teus versos são tão poéticos,tão leves como o roçar das asas e tão belos!
Sempre q/ venho aqui me surpreendo. bjs

francisco Novo Alaminos disse...

....gracias...o meu carinho....ya mismo podre escribir....gracias......el corazon no tiene fronteras....se
muy feliz,,,t.q. bsosssss hata tu alma tan grande.....

rouxinol de Bernardim disse...

Como a brisa do vento roçando nos pinheirais esta escrita nos penetra no coração e fica gravada indelevelmente ...

Toninhobira disse...

Desejo que esteja bem,apenas sem tempo,nesta correria do dia a dia.Muita paz e muita luz.Bju de luz.

Milla Pereira disse...

Olá, minha querida! Passando pra deixar a minha marca e dizer que estou com um novo Blog. Venha conhecer... Beijão, Milla

Milla Pereira disse...

Tereza, estou por aqui, conferindo as maravilhas e aplaudindo,s empre. Beijos, Milla

Milla Pereira disse...

Esse amor que dilacera, espera e regenera... Belissimo, Teresa. Passando pra matar saudades, bjs